Blog
ptarzh-CNenfrdeitjarues

Conforme Folha de São Paulo de 04/05/2017

 

  Pedro Ladeira/Folhapress  
Reunião da comissão especial da Previdência para votar relatório do deputado Arthur Maia (PPS-BA)
Reunião da comissão especial da Previdência para votar relatório do deputado Arthur Maia (PPS-BA)

LAÍS ALEGRETTI
DE BRASÍLIA

NATÁLIA PORTINARI
DE SÃO PAULO

 
 
A reforma da Previdência, uma das bandeiras do governo Temer em 2017, foi aprovada na comissão da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (3).
 
É a primeira etapa para que ela passe pelo plenário da Câmara, pelo Senado e, depois, possa ser sancionada, como planeja o presidente da República.

As barganhas entre parlamentares e governo levaram a idas e vindas até o fim de abril, quando Arthur Maia (PPS-BA) apresentou o relatório da reforma, com modificações em relação à proposta original do governo, e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que as mudanças estavam no "limite".

Alguns grupos, porém, continuam pressionando a comissão para incluir exceções, como os agentes penitenciários, que invadiram a votação nesta quarta-feira.

Confira abaixo os principais pontos da reforma.

REGRA GERAL

Hoje, há duas modalidades de aposentadoria: por tempo de contribuição (35 anos para homens e 30 para mulheres) e por idade (65 para homens, 60 para mulheres, com mínimo de 15 anos de contribuição).

Topo